A montagem do espetáculo “Ariano - O Cavaleiro Sertanejo” é comemorativo aos 22 anos da companhia Os Ciclomáticos e nada mais justo homenagear a cultura popular nordestina através da figura icônica de Ariano Suassuna. O espetáculo estreou no dia 15 de junho no SESC Tijuca – mês de aniversário de Ariano Suassuna. O espetáculo é uma viagem nas vivências populares: o cancioneiro, o sertanejo, o repente, o forró, o  movimento armorial, o mamulengo e toda esta seara de possibilidades existentes no universo nordestino. Com autoria e direção de Ribamar Ribeiro, o novo espetáculo de Os Ciclomáticos Companhia de Teatro que completa 22 anos de carreira em 2018 homenageia o grande autor Ariano Suassuna. 

 

Sinopse
Seis Cavaleiros a procura do lendário autor Ariano Suassuna, invadem com música e poesia a cidade nordestina de Armorial. Eles contam e cantam sobre a lenda do cavaleiro nordestino, aquele que nasceu, amou, viveu e lutou usando as armas mais potentes: a pena e a tinta. O cavaleiro andante, de mistérios e mitos, deixou seu legado e perpetuou suas histórias e foi intitulado: Ariano – O  Cavaleiro Sertanejo
.

Ficha Técnica:

Elenco:

Carla Meirelles

Getulio Nascimento

Julio Cesar Ferreira

Nívea Nascimento

Renato Neves

Fabíola Rodrigues

Texto e Direção: Ribamar Ribeiro

Figurinos: André Vital, Nívea Nascimento e Roberto de Biase

Músicas: Getulio Nascimento

Letras: Fabíola Rodrigues e Getulio Nascimento

Preparação Vocal: Juliana Santos

Preparação para Canto: Getulio Nascimento

Cenografia: Getulio Nascimento e Cachalote Mattos

Pintura: Mauro Soh

Adereços: André Vital, Mauro Soh e Nivea Nascimento

Iluminação/Op de Luz: Mauro Carvalho

Sonoplastia: Getulio Nascimento e Ribamar Ribeiro

Op. de Som: Ribamar Ribeiro

Programação Visual: Nívea Nascimento

Assessoria de Imprensa: Cláudia Bueno

Fotos: Zayra Lisboa

Realização: Os Ciclomáticos Cia de Teatro

O novo espetáculo de Os Ciclomáticos Companhia de Teatro escrito e dirigido por Ribamar Ribeiro traz a cultura popular brasileira como tônica nesta montagem. O diretor mergulhou no universo do teatro popular, das farsas medievais e das festas brasileiras pra contar a tradicional história de Catirina e a língua do boi. Neste universo, Ribamar Ribeiro pesquisou também os contos populares de Câmara Cascudo criando um universo próprio e contemporâneo na encenação. O objetivo deste novo espetáculo que é o décimo do repertório da Companhia Os Ciclomáticos, é encantar crianças e adultos através das histórias populares e assim redimensionando este contexto popular de forma universal.

 

Sinopse
A Farra do Boi Bumbá
Com autoria e direção de Ribamar Ribeiro, A história se desenvolve em torno de um rico fazendeiro que tem um boi muito bonito. Pai Chico, trabalhador da fazenda, para satisfazer a sua mulher Catirina, que está grávida e sente desejo de comer a língua do boi. O Pai Chico traz a língua do boi e a confusão está formada. E além da história do boi, a trama também traz pequenos contos do folclorista Câmara Cascudo.

SERVIÇO:
A Farra do Boi Bumbá
Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro
Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro
Gênero: Comédia Musical Brasileira
Duração: 50 minutos
Classificação Etária: livre

Elenco: Carla Meirelles, Getulio Nascimento, Juliana Santos, Julio Cesar Ferreira, Nívea Nascimento e Renato Neves.

Direção Geral e Autoria: Ribamar Ribeiro
Figurino: Andre Vital
Preparação Musical e Músicas: Getulio Nascimento

Preparação de Voz: Juliana Santos
Cenografia: Ribamar Ribeiro
Iluminação: Mauro Carvalho
Maquiagem: Getulio Nascimento
Produção Executiva: Claudia Bueno
Fotografias: Alexandre Neves Fotografia
Realização: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro

"Casa Grande e Senzala -- Manifesto Musical Brasileiro", de Ribamar Ribeiro

É o 9º espetáculo da Companhia que recebeu o Prêmio Montagem Cênica 2011 do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Se inspira e transpira livremente na obra polêmica de Gilberto Freyre como texto e pretexto para contar, através de músicas e lendas um pouco do que hoje é o povo brasileiro. Partindo dos índios, negros e portugueses, passando pelo canto das lavadeiras, dos sertanejos e pela poesia popular dos sambas de enredo, o espetáculo traz, através de uma narrativa anacrônica e não-linear, referenciada pelo Teatro de Revista, um pouco desse Brasil que habita em cada um de nós. Esse Brasil outrora menino, agora adolescente, cantado por Os Ciclomáticos Cia de Teatro, com autoria e direção de Ribamar Ribeiro, é um pouco de tudo isso, dessa mistura saborosa, dessa gente bonita. É um pouco dessa história que continua sendo escrita por cada um de nós.

SERVIÇO:

Casa Grande e Senzala - Manifesto Musical Brasileiro
Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro
Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro
Gênero: Musical Brasileiro
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 14 anos

Ficha Técnica:

Elenco:

Fabiola Rodrigues
Fernanda Dias
Getulio Nascimento
Juliana Santos
Julio Cesar Ferreira
Nivea Nascimento
Renato Neves

 

Atores convidados:

Aline Gomes
Marcio Vieira

 

Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro

Assistência de Direção e Direção de Atores: Renato Neves
Preparador e Arranjador Vocal: Getulio Nascimento
Coreografias e Direção de Movimento: Ribamar Ribeiro e Marcio Vieira
Pesquisa Musical: Ribamar Ribeiro e Getulio Nascimento

Produção Musical e Arranjos: Márcio Eduardo Melo

Op de Som: Ribamar Ribeiro
Visagismo e Figurinos: André Vital
Cenografia e Programação Visual: Cachalote Mattos
Iluminação: Mauro Carvalho
Op de luz: Mauro Carvalho
Adereços: Carla Meirelles e Nivea Nascimento
Música original: Caique Botkay
Assessoria de Imprensa: Claudia Bueno
Produção Executiva: Ribamar Ribeiro
Assistência de Produção: Julio Cesar Ferreira

Realização: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro

 

 

"Genet - Os anjos devem morrer", de Ribamar Ribeiro

 

O espetáculo foi patrocinado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, através do Edital de Cultura 2008 promovido pela Secretaria de Estado de Cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

 

Sinopse

Com um cabaré-teatro decadente como cenário, o espetáculo conta a história de Madame, Divina, Mignon, Mimosa III,Nossa Senhora das Flores e Genet. Tudo isso envolto em muito suspense sórdido,em que todos querem ser Madame. Madame não tem sexo, Madame não tem cor, Madamenão tem idade. Todos são como anjos. E os anjos devem morrer. O enredo traz uma trama biográfica ficcional sobre o universo de Jean Genet, pela visão do diretor e dramaturgo Ribamar Ribeiro.

 

Elenco:
Carla Meirelles – Divina /Genet
Getulio Nascimento – NossaSenhora das Flores / Genet
Julio Cesar Ferreira - Mignon /Genet
Mauro Carvalho – Mimosa III /Genet
Renato Neves – Madame / Genet

 

 

Ficha Técnica:


Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro
Assistente de Direção: FabiolaRodrigues e Renato Neves
Dramaturgia e Pesquisa: RibamarRibeiro
Indumentária, Visagismo e Adereços: André Vital
Aderecista: Nívea Nascimento
Costureiras: Aldacy Souza e Silva eClaudinéia
Cenografia: Cachalote Mattos eRibamar Ribeiro
Assistente de Cenografia: Julio CesarFerreira
Cenotécnico: Martins
Iluminação: Mauro Carvalho
Contra-regras: Fernanda Dias e NíveaNascimento
Operação de Som: Ribamar Ribeiro
Fotografia: Henrique Moreno, JulianaSantos, Nivea Nascimento e Renato Neves
Programação Visual: Fernando Alves
Filmagem: DV Doc Filmes
Edição de som e gravação: Tiago da Silveira
Pesquisa Musical e Sonoplastia: Ribamar Ribeiro
Preparação Corporal: Evelyn Lima e Ribamar Ribeiro
Coreografia: Evelyn Lima
Preparação Vocal: Fabricio Ramos e Karina Ôchoa
Direção de produção: Renato Neves e Ribamar Ribeiro
Assistente de Produção: Nívea Nascimento

Realização e Produção: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro

"Minha alma é nada depois dessa história", de Ribamar Ribeiro

 

Em 2010 recebemos o Prêmio Funarte de Artes Cênicas na Rua para a circulação deste espetáculo. Vencedor de diversos festivais no país, o espetáculo foi selecionado para o Festival Internacional FESTEPE na República do Peru em 2013 e realizou em 2014 uma circulação pela Europa se apresentando em Berlim na Alemanha e em Amiens na França. 

 

Sinopse

 

Um vigia de uma fábrica se apaixona por uma misteriosa mulher chamada Cleide. Mulher que faz amor com árvores e carrapatos. Um dia Cleide desaparece e este amor se torna uma história sem flor e alma.

 

 

Ficha Técnica:
Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro
Elenco: Júlio César Ferreira, Carla Meirelles, Fabíola Rodrigues, Fernanda Dias, Nívea Nascimento.
Músicos: Getulio Nascimento e Renato Neves
Figurinos: André Vital
Sonoplastia: Ribamar Ribeiro

Preparação Vocal: Getulio Nascimento

Música Original: Getulio Nascimento e Fabíola Rodrigues
Preparação Corporal e Dança: Evelyn Lima

 

Realização e Produção: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro

"Sobre Mentiras e Segredos", de Ribamar Ribeiro

 

Sinopse

 

Uma comédia baseada em um estudo sobre o universo de Nelson Rodrigues onde todos os segredos e mentiras vão surgindo a partir da gravidez de Alice.
Aos quatorze anos, Alice vai ao ginecologista por ordem do pai, Dr. Ismael. Sabe-se, então, da verdade: Alice vai ser mãe!

O caos se instaura na família. A mãe, as irmãs, os genros e as vizinhas ficam chocados! Mas o Doutor Ismael está convicto de que um dos culpados mora em casa e deve ser um dos genros. Todos os segredos e mentiras vão surgindo a partir da gravidez de Alice. E as vizinhas? Elas sabem de tudo! A família perfeita: Será que existe?

 

Elenco:

Renato Neves - Ismael
Juliana Santos - Miriam
Fabíola Rodrigues - Alice
Carla Meirelles - Regina e Vizinha
Fernanda Dias - Aldacy e Vizinha
Marcos Pinheiro - Dr Belmiro e Vizinha
Getulio Nascimento - Francisco e Vizinha
Gisele Flor - Celeste e Vizinha
Julio César Ferreira - Álvaro e Vizinha
Malu Saldanha - Neuza e Vizinha
Márcio Vieira - Genilson e Vizinha
Mauro Carvalho - Vizinha
Nívea Nascimento - Marly e Vizinha

 

Ficha Técnica:

Texto e Direção: Ribamar Ribeiro
Assistência de Direção: Renato Neves
Assessoria Artística: Caíque Botkay
Figurinos e Maquiagem: André Vital
Cenários: Cachalote Mattos
Sonoplastia: Ribamar Ribeiro
Iluminação: Mauro Carvalho
Operação de Luz: Mauro Carvalho
Operação de Som: Ribamar Ribeiro
Gravação, Mixagem e Locução: Rodrigo Oliveira
Costureiras: Aldacy Souza e Silva e Claudinéia Almeida
Aderecistas: André Vital, Bruna Lopes, Getúlio Nascimento e Nívea Nascimento
Fotografia: Henrique Moreno
Programação Visual: Cachalote Mattos

 

Realização e Produção: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro

 

"Antes que o Galo Cante", de Fabíola Rodrigues e Ribamar Ribeiro

 

Agrada não só a crianças de todas as idades, mas também aos adultos. Com texto de Ribamar Ribeiro e Fabíola Rodrigues e direção de Carla Meirelles, o texto desenvolve-se entre árvores seculares e prados floridos, animais de patas e animais de asas não se misturam, até que o Sabiá Laranjeira Junior apaixona-se pela Gata Malhada do Mato, criando divergência entre os animais da floresta que não aprovam o romance.
Para viver este amor, os apaixonado terão que enfrentar todas as dificuldades impostas pelas duas famílias.

O texto é uma fábula, aliada aos contos de fadas sobre o amor quase impossível entre uma gata e um sabiá (inimigos por natureza), abordando de maneira leve e divertida as dificuldades encontradas pelo casal. O espetáculo teve como inspiração dramatúrgica a obra clássica Romeu e Julieta, de William Shakespeare, e como base de pesquisa, os contos de Hans Cristian Andersen e Irmãos Grim, além do texto infantil de Jorge Amado O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá. O livro A Psicologia dos Contos de Fadas serviu como base interpretativa, auxiliando na direção e construção cênica.

 

Elenco

Fabíola Rodrigues - Borboleta

Fernanda Dias - Mariposa Bruxa

Getulio Nascimento - Sabiá Laranjeira Jr

Juliana Santos - Galinha D'angola

Julio Cesar Ferreira - Calango

Nívea Nascimento - Gata Malhada do Mato

Renato Neves - Dom Arara

Ribamar Ribeiro - Gabiru

FICHA TÉCNICA

 

Texto: Fabíola Rodrigues e Ribamar Ribeiro
Direção: Carla Meirelles
Assistência de Direção: Renato Neves e Ribamar Ribeiro
Preparação de atores: Renato Neves
Figurinos e Maquiagem : André Vital
Cenários: Cachalote Mattos
Iluminação e Op. de Luz: Mauro Carvalho
Sonoplastia: Carla Meirelles, Ribamar Ribeiro e Fernando Alves
Operação de Som: Carla Meirelles
Música Original: Caique Botkay e Ricardo Silva
Preparação Corporal: Marcelo Tosta e Evelin Lima
Coreografias: Carla Meirelles e Marcio Vieira
Programação Visual: Cachalote Mattos
Produção: Ribamar Ribeiro

 

Realização: Os Ciclomáticos Cia de Teatro
.

"A Corrente de Eléia", de Ribamar Ribeiro

 

SINOPSE 

 

Eléia, confusa com seu passado onde reside mistérios, recebe uma estranha visita que traz a tona os pesadelos que a persegue. Este visitante era o seu torturador, essa corrente que a prende será que se manterá por muito tempo? Um suspense psicológico escrito e dirigido por Ribamar Ribeiro em 2006.

 

Elenco

Fernanda Dias - Eléia

Renato Neves - Torturadoor

Julio Cesar Ferreira - 

FICHA TÉCNICA

 

Texto: Ribamar Ribeiro
Direção: RibamarRibeiro
Figurinos e Maquiagem : André Vital
Cenário: Cachalote Mattos
Iluminação e Op. de Luz: Mauro Carvalho
Sonoplastia: Ribamar Ribeiro
Operação de Som: Carla Meirelles
Programação Visual: Érika Cruz
Produção: Ribamar Ribeiro

 

Realização: Os Ciclomáticos Cia de Teatro

"amargasalmas", de Ribamar Ribeiro

 

Sinopse

 

Quatro mulheres sempre a bordar. Quatro irmãs. Uma casa onde a espera e a aspereza são o mote na relação entre elas. Segredos entrelaçados. Um jogo de poder, onde Úrsula, a irmã mais jovem, passa por humilhações e maldades, principalmente por parte de Astorga, a irmã mais velha. Esta, por sua vez, possui segredos que farão com que a realidade entre elas se destrua repentinamente. Só uma estranha que está na casa pode trazer as respostas. O que é real? O que é ilusão? Que segredo é esse?

 

O público assistirá a um espetáculo em que a atenção e o jogo cênico levam a um quebra-cabeças, um mosaico montado pouco a pouco. Um suspense onde cada gesto leva a uma certeza ou a uma dúvida. Além deste mistério que envolve estas mulheres, o universo feminino é descoberto pouco a pouco. amargasalmas: feminino e forte; denso e misterioso; cinco mulheres, destinos cruzados. 

 

Elenco

 

Carla Meirelles - Astorga

Fabíola Rodrigues - Miriam

Fernanda Dias - Úrsula

Juliana Santos - Amélia

Nívea Nascimento - Rebeca

Ficha Técnica:


Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro
Assistente de Direção: Renato Neves
Figurino e Maquiagem: André Vital
Iluminação e Operação de Luz: Mauro Carvalho
Contra-regras: Julio Cesar Ferreira e Getulio Nascimento
Operação de Som: Renato Neves
Programação Visual: Cachalote Mattos
Produção: Ribamar Ribeiro


Realização e Produção: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro

"Consummatum est", de Ribamar Ribeiro

 

Com autoria e direção de Ribamar Ribeiro, a partir de "Bodas de Sangue". A trama de Consummatum Est gira em torno do casamento de Aurora prometida por seu pai para um noivo e apaixonada por outro. O que se pode esperar dessa história de amor mal resolvida? Tudo estará consumado da maneira que deveria?

 

Elenco

Carla Meirelles - Aurora

Fernanda Dias - Alma

Julio Cesar Ferreira - Miguel

Renato Neves - Gerônimo

Fabíola Rodrigues - Participação Especial 

 

Ficha Técnica

 

Autor: Ribamar Ribeiro

Direção: Ribamar Ribeiro

Cenário: André Vital e Renato Neves

Figurino: André Vital

Iluminação: Mauro Carvalho

Trilha sonora: Ribamar Ribeiro e Renato Neves

Fotografia: Fernando Alves e Henrique Moreno

Assistência de direção: Renato Neves

Técnico de som e luz: Mauro Carvalho

 

Produção: Renato Neves e Ribamar Ribeiro.

"Super Coffin ou Sonho de uma noite de velório", de Odir Ramos da Costa

 

SINOPSE
Benvindo Funerária”, representante exclusiva no Brasil dos caixões “Super Coffin”, está para completar 25 anos de bons serviços no país. Seu proprietário, o Sr. Benvindo, contrata os serviços de um publicitário, Azevedo, para criar uma grande campanha promocional em comemoração ao Jubileu de Prata e ao cliente 50 mil que sua agência funerária está para alcançar. A campanha promocional e a busca pelo cliente 50 mil revelam-se absurdas e desastrosas. Adaptação de “Sonho de uma Noite de Velório”, de Odir Ramos da Costa. Com Os Ciclomáticos Cia de Teatro. Espetáculo que faz parte do repertório desde 1999.

 

Elenco

 

Fabio Alavez - Senhor Benvindo

Mauro Carvalho - Secretaria

Ribamar Ribeiro - Azevedo

Fabíola Rodrigues - Dona Emerenciana

Getulio Nascimento - Basófia

Julio Cersar Ferreira - Macadame

Nívea Nascimnto - Nanete

Carla Meirelles - Coffin Girl

Juliana Santos - Coffin Girl

Fernanda Dias - Coffin Girl

Ficha Técnica

 

Autor: Odir Ramos da Costa

Direção: Renato Neves

Cenografia, Figurinos e Maquiagem: André Vital

Sonoplastia: Renato Neves

Iluminação: Mauro Carvalho

Produção: Ribamar Ribeiro

 

Realização: Os Ciclomáticos Companhia de Teatro